31 de julho de 2009

Pertinho da tal gripe

É, gente, não teve jeito. Uma forte dor nas costas me levou a um serviço de pronto atendimento na tarde dessa quinta-feira e, de uma hora pra outra me vi de máscara, num corredor de pronto socorro de hospital particular.

Diferença de PS do SUS? Muito pouca.

Tive a sorte de não passar pela sala de espera principal, por orientação do meu médico. Mas lá dentro, depois da consulta com a médica plantonista, foi um exercício de serenidade. Mesmo considerada paciente de risco, não fiquei longe (se bem que tentei) do aglomerado de gente tossindo e esspirrando no corredor interno, aguardando o mesmo que eu: um RX de pulmão.

Não consigo entender (se alguém puder me explique) como um hospital particular daquele porte, com um serviço de diagnóstico de ponta, determina uma unicazinha sala de RX para tantos pacientes. Com sinceridade, fiquei com pena da atendente.

Depois do RX, a médica resolveu que eu tinha que fazer um exame de sangue. Ninguém merece. Tudo de novo! Aguardei mais de duas horas numa poltrona do pela chegada do resultado, para depois saber que ele estava lá, esquecido entre outros tantos papéis, porque as enfermeiras estavam enlouquecidas com tanta gente pra assistir.

Enfim, foram quatro horas dentro do pronto socorro e eu não poderia nem passar por ali rapidinho.

Ainda bem que estou bem, e pretendo continuar assim.
.

7 comentários:

Genis disse...

No dia em que bati com o carro (4 meses de gravidez) o aparelho que ouve o coraçãozinho do bebê não estava funcionando e o médico disse pra mim que tava tudo bem... Como assim?? Solicitei um ultrassom pra tirar a dúvida e ele disse que só o meu médico poderia fazer o pedido ao plano de saúde...
Depois de ligarmos para meu médico que tudo se realizou.
Detalhe: Também fui atendida por um grande hospital da cidade, daqueles “especializados” em gestantes... =[
Lembrei daquela música do Lulu Santos: Assim caminha a humanidade
com passos de formiga e sem vontade...Bjs. Bom final de semana!

Rildo Barros disse...

O atendimento anda péssimo, tanto no público quanto no privado. Quem diria que um dia todos iam ficar com medo de gripe. Quem bom que tá tudo bem com vc
bjo

Frávia, a dona do brog disse...

A verdade é que não é só a saúde pública que anda mal das pernas... o problema é crônico também na saúde privada. É vergonhoso...
To feliz porque você está bem. AMO!
Beijos e bom fim de semana

Anônimo disse...

O Fluck e o Bidú é que estão bem!!!
O plano deles nos deixa na fila menos de 20mim, e o atendimento é 24h mesmo nos fds e feriados.

AMEI RECEBER SEU TELEFONEMA COM AQUELA VOZ BOA!!!! pode ter certeza ue foi o melhor presente que recebi no meu aniversário (Não tenha dúvidas disso)

Lele

Thayra Azevedo ♥ disse...

Ainda bem que está bem! Não quero comentar da saúde e dos serviços do nosso Brasil, mas agradecer a Deus por você está muito bem. Como eu digo: "Glória Deus". kkkkkk
Beijos

PS: Estou morrendo de saudades!!!!!

POESIA EM VOLTA disse...

Que bom que não foi nada. Mas ando triste em ver a média do que tem acontecido por aí. Saramago já havia previsto uma epidemia que traria medo e morte em "Ensaio sobre a cegueira". Mil beijos e aguardo seu telefonema para a nossa entrevista. Giovana, eu gosto muito de você! re

Cintia disse...

passar por isso tem sido penoso para todas as pessoas que precisam de atendimento médico em hospitais.
mas... porque tem que ser assim??

um beijoooo!