20 de julho de 2010

Mulher para todos os gostos

Dá pra fazer um pouco de humor com o retorno à rotina após um câncer de mama. Apesar das inúmeras questões existenciais sendo discutidas no set terapêutico, há umas coisinhas do dia a dia que são minimamente hilárias. É, sim, um nascer de novo, tantas e tamanhas são as diferenças no corpo, aliás, na vida toda.

Uma delas é o cabelo, que quando volta a nascer cresce totalmente diferente do que era antes. Então, é uma verdadeira aventura. Meu cabelo de outrora era liso na raiz e cacheava nas pontas depois de longo. Agora, estão enroladinhos desde a raiz e crescem verticalmente. Toto o know how que desenvolvi para lidar com minhas antigas mechas foi pro tombo. Estou, a cada dia, buscando novas formas de conviver com esse visual, avessa que sou à ditadura do liso, que obriga mulheres à insanidade diária de se submeterem a escovas, secadores, piastras e cheiro de formol.

Fiz um tratamento com o cabeleireiro que deu uma amaciada nos fios, mas os cachos continuam aqui, agora mais largos e soltos. Porém, a cada dia o cabelo amanhece com um comportamento diverso, portanto, a cada dia uma nova mulher. Mais cacheado de um lado, somente ondulado atrás, muito liso na raiz, oleoso, seco, pra cima, muito caído. Escovas, pentes, cremes de todo o tipo fazem parte de um arsenal montado rapidamente, após meses sem precisar de nada disso, pois não havia nenhum fiozinho no couro. E é claro que me divirto. Ao meu lado sempre há alguém pra dizer “não reclama, agora você tem cabelo novamente”, mas não estou reclamando. Estou me divertindo com essa maratona diária.

Outra grande novidade está, claro, nas mamas. Fiz uma adenomastectomia com reconstituição por TRAM, ou seja, minha mama foi esvaziada e preenchida por gordura do meu abdômen e sustentada pelos meus músculos retroabdominais. Tudo isso passado por dentro, através de um ‘túnel’. A mama reconstituída ficou menor, dura e em pé, totalmente diferente da outra, natural de uma mulher de 41 que já teve filho e amamentou. Portanto, costumo dizer são seios para todos os gostos. E a mama reconstituída ainda ficou um pouquinho mais morena que a outra, por causa da radioterapia. Sem contar que no inverno, quando costumamos ter aquelas dores musculares, sinto-as nas mamas, onde agora estão meus músculos da barriga. Aventura ou não?

Melhor que tudo isso é estar viva e saudável, totalmente pronta para mudar de rotina, de cabelos, conviver com duas mamas diferentes, transformar o estilo, e ainda escrever a respeito. Como diz meu namorido, “a vida é rara”. Raríssima e cheia de oportunidades muito interessantes.
.

5 comentários:

lu dos anjos disse...

Tudo q passamos não é por acaso, por isso as doenças , as mudanças são necessárias para q de alguma forma possamos aprender algo.
tenho certeza q o seu cabelo ficou ainda melhor.
e o mais importânte é q agora vc pensará q a vida é curta e quando aparecerem os problemas vc terá mais facilidade p/ resolvê-los e vai pensar "isso também passa" (sempre penso assim.)
um abração e muita saúde é o q lhe desejo nesse dia do amigo e sempre.
não te conheço pessoalmente,mas se ama os animais sei q é uma pessoa maravilhosa.

Neide Valadão Moraes de Paulo disse...

Agente pensa que a vida vai cair na rotina, eis que temos surpresas e mais aventuras, e você com esse dom de colocar no papel as suas experiências, nos dar força pra enfrentar as nossas, e se não nos divertimos com nossos altos e baixos, não conseguimos filtrar tudo isso, que é passageiro, mais faz parte de nosso progresso como espíritos encarnados!Te amo sempre minha amiga!Beijo grande!

Lucimara Souza disse...

Giovana,
Passo pra retribuir sua visita e dizer que fiquei muito emocionada com sua força.
Enfrentar obstáculos como este nunca é fácil, já vi isto bem perto... Não é fácil, no entanto, torna-se menos difícil se enxergarmos a vida assim, como vc!
Felicidades mil pra ti!
Lindo texto...
Bjs

theo disse...

GIO,MAIS UMA VEZ PASSO POR AQUI PRA DEIXAR AQUELE FORTE ABRAÇO,FELIZ COM VOCE PELA TUA FORÇA E BOM HUMOR EM TRATAR DE UM ASSUNTO QUE A MAIORIA FICARIA APAVORADA EM COMENTAR,SAÚDE E PAZ SUPER BEIJO NO CORAÇÃO,THEO DIAS.

Sérgio disse...

Giovana: Apesar de não conhecê-la pessoalmente, sou seu admirador e gosto de ler o que você escreve. Parabéns pela lição de vida que você passa para todos nós e tenho certeza que você saiu dessa experiência bem mais forte e com muito mais vontade de viver. Abraços. Sérgio Boechat