7 de abril de 2011

Tenho vergonha da minha cidade

Quando fico mais de dois dias sem publicar um texto novo no blog, começo a receber emails com recadinhos de leitores me cobrando novidades.

O que ocorre é que esta semana não há novidades. Há, sim, uma expectativa negativa em relação a um evento odioso que acontece anualmente em Volta Redonda, cidade onde moro e trabalho.

E como jornalista, informada e consciente da postura que devo ter diante das necessidades ambientais e sociais, tenho obrigação de me manifestar contrariamente.

Por este motivo, escrevi pouco e refleti mais nos últimos dias.

E cheguei à trsiste conclusão que tenho vergonha da minha cidade. Tenho vergonha do desgoverno nas questões ambientais. Tenho vergonha de legisladores que fecham os olhos para esta realidade tão cruel e continuam sendo eleitos por nós.

Amanhã, 8 de abril, Volta Redonda sedia mais um circo de horrores. Seres vivos como nós, que sentem dor e medo como nós, terão seus testículos amarrados, levarão choques elétricos, serão penetrados com ferramentas pontiagudas pelo ânus. Tudo isso para corcovear ferozmente, enquanto um peão tenta permenecer montado por até oito segundos.

E em torno da arena, uma platéia, também feroz, aplaudindo.

E o poder público da minha cidade, continua aprovando e apoiando.

Lamentável.
.
***
Se você também é contra, manifeste-se:

5 comentários:

Ricardo Nascimento disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Nascimento disse...

Giovana, imagino que poderíamos inverter.... Os animais tomariam o lugar desses ditos conhecedores da vida... Aí sim.
Mas eles são tão irracionais (homens que estão em certos cargos sem preparo algum) que nem perceberão a sugestão. Estão menos preparados do que as pobres criaturas que serão vítimas nesse fatídico dia 08 de abril...

Um abraço,

Cintia disse...

Na verdade, percebo que ainda "somos" os mesmo que aplaudiam os leões devorando os cristãos nas arenas.
Paz e Bem!

Leonan Claro disse...

Bem, a verdade está aí, pra quem quiser ver. Só não sabe do que acontece quem não quer. Infelizmente ainda vejo "inocência" em algumas pessoas que acham que por exemplo, o boi pula na arena "porque quer", ou "porque é bravo". Não... nenhum animal é agressivo porque quer, um animal se torna agressivo pelo fator de sobrevivência ou quando ele se sente ameaçado. E o rodeio é uma ameaça à existência/integridade dos animais envolvidos. Qual é a do ser humano achar que a vida dele tem mais valor do que as outras? Temos que ver isso aí. Como seres dotados de capacidade cognitiva, deveriamos cuidar dos animais, não explorá-los.

Just Hunters disse...

Parabéns pela luta! Esta palhaçada precisa acabar!
Realizaremos também uma manifestação contra o rodeio de Itanhaém no dia 22 de abril, o que ainda não compreendemos é que não conseguimos apoio de nenhum outro grupo ativista. Mas não desistiremos!

Página da manifestação:
http://www.facebook.com/event.php?eid=154798431249986

Abraços,
Just Hunters Brasil - Ativismo Sócio-Ambiental