7 de junho de 2010

Festa da Colônia Italiana de Porto Real. Uma pena

Isso mesmo. Uma pena. Essa foi a única observação que saiu de minha boca ao deixar a Festa da Colônia Italiana de Porto Real/RJ no sábado à noite.

Não consigo entender como a prefeitura deixa simplesmente pra lá um evento tão importante para a cidade. Aliás, a colônia italiana é a única coisa que há de interessante no município.

Com anúncios nas rádios e nos jornais, esperava-se mais. O espaço agora é pífio e as barracas onde são servidas massas e vinhos também foram reduzidas. Para conseguir comer ou beber, era preciso estar preparado para encarar filas e filas e filas.

Nem um bom show foi contratado para este ano. Vi lá uma apresentação de meninas dançarinas, que por mais que se esforcem, não conseguem ultrapassar a linha do provinciano. Já assisti a bons shows na festa da colônia, como Família Lima e Boca Livre. Se a proposta é manter a tradição, porque não contratar uma das bandas da colônia italiana do sul do país?

Uma prefeitura com tantos recursos financeiros, como é a de Porto Real, poderia investir mais num evento que tem tudo para ser o melhor e mais tradicional da região, desbancando exposições agropecuárias, feiras disso e daquilo, onde só se vê show de pagode e axé e mais nada.

Mas, como eu disse, foi uma pena. Cheguei à festa, dei uma única volta, não fiquei nem 30 minutos e fui embora.
.

Um comentário:

c i n t i a disse...

"... desbancando exposições agropecuárias, feiras disso e daquilo, onde só se vê show de pagode e axé" e acrescento: barraquinhas vendendo bugingangas de 1,99, cachorro quente e cachaças!