27 de março de 2010

Parada (quase) obrigatória


Hoje vou parar.
Vou desligar tudo e vou me interromper.
Vou desligar a TV, o rádio, o computador.
Vou relaxar, falar baixo, respeitar o silêncio.
Não quero nem celular.
Vou ouvir e fazer música, à luz da Lua,
quem sabe até um vinho?

Hoje eu vou parar.
Por exatos 60 minutos, eu vou parar.
Pelo meu futuro, pelo futuro do meu filho,
dos meus netos, eu vou parar.
Em apenas 60 minutos, refletir.
Basta querer. E fazer.
É disso que a Terra precisa.
Só um pouquinho. 

.

Um comentário:

c i n t i a disse...

adorei esse texto.
simples e direto.

vc arrebentaaaaaaaa!
bjs