8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher

Sem demagogia ou hipocrisia

Ontem me perguntaram se eu não ia escrever alguma coisa sobre o Dia Internacional da Mulher. Confesso que não tinha a intenção. Cansei de todos os anos me irritar com as mesmas coisas e, consequentemente, escrever a mesma coisa.

Quem me conhece e me lê sabe que não gosto desse dia. Não do jeito que ele é comemorado. Vou dar um exemplo: acabei de receber um cartão virtual com os seguintes dizeres: “És uma rosa, amorosa, meiga e carinhosa, tão jeitosa! / És como um cristal, chega a ser preciosa, além de ser graciosa! / És ontem, hoje e amanhã, e será sempre mulher!"

Qualquer pessoa que tem o mínimo conhecimento do por que do Dia Internacional da Mulher e o que ele significa política e socialmente não envia um cartão desse a ninguém. Não somos rosas, não somos cristais, não somos pedras preciosas. Somos seres humanos e ponto. Isto quer dizer que precisamos viver, com todo o direito natural que todo o ser vivo tem. Temos direito ao trabalho, ao salário digno e justo, a lares equilibrados, maridos respeitosos, amorosos e companheiros.

Não há motivos para comemorações enquanto houver na sociedade mulheres que se submetem ao jugo de homens possessivos e violentos. Por outro lado, também não há o que comemorar enquanto mulheres ainda se fazem de objeto de deleite masculino, o que os coloca na condição de donos dos nossos corpos e das nossas vidas. Caraca! Esse tempo já passou faz tempo; me sinto um ET ainda falando sobre isso.

Ainda ontem, num intervalo do Fantástico, entrou um comercial das Lojas Marisa, em homenagem ao dia de hoje. Mulheres de calcinha e sutiã, anunciando uma promoção de lingeries especiais para comemorar com toda a sensualidade. Somos só isso?

Estão aí apenas alguns motivos que me levam ao ápice da irritação. E olha que até escrevi muito.

Às mulheres que como eu são donas de seus narizes, vivem livremente, amam naturalmente, são respeitadas e se fazem respeitar, vencem a cada dia suas próprias limitações e lutam por si mesmas, a essas, sim, meus sinceros parabéns. Me solidarizo com todas!

.

4 comentários:

c i n t i a disse...

disse tudo.
mas confesso que até gosto de receber umas boas palavras nesse dia vindas de algumas pessoas que raramente me dirigem a palavra!

Giovana disse...

teste

Anônimo disse...

Giovana, li no tweeter, sua observação sobre os supermercados Royal e uso este espaço (o de lá é limitado) para informar:
O que ocorre é que todos os supérmercados, sonegam ICMS através dos caixas fechados. São estes que emitem a verdadeira nota fiscal, aqueles que estão abertos, apesar de emitirem um cupom parecido com a nota,este não tem valor, pois não está devidamente registrado. Veja que todos os supermercados usam deste artificio.
Com a chegada da fiscalização (quando acontece)eles fecham aqueles em funcionamento e abrem aqueles que outrora fechados emitem a nota fiscal de verdade.
um beijo.
ademircecilio.blogspot.com

elaine bertone disse...

Pois é... sexo frágil uma ova! A mulher é uma batalhadora incansável e tem merecido as conquistas feitas, embora seja preciso continuar na batalha sempre.