1 de fevereiro de 2010

Laico, é?

Olha aí o que meu colega Jader Moraes comentou no blog dele. Concordo, concordo e concordo.

A prefeitura de VR resolveu criar um projeto diferenciado, aos moldes do Cultura para Todos, voltado exclusivamente ao público protestante.

Não é inserir um show gospel no bem sucedido programa (o que seria legítimo!), mas sim criar um programa separado apenas para os apreciadores de música religiosa (protestante, que fique claro).

Achei terrível (não por ser protestante, mas pela exlusividade do projeto - não é "para Todos"). Mas melhor que eu, foi um leitor do Diário.

Jefferson Abreu fez uma série de curtos comentários, em sequencia, no site do jornal. Vejam a lucidez:


Eu quero um projeto católico também!
*
Depois um projeto afro, com músicos ligados à umbanda e ao candmblé!
*
Em uma terceira fase, poderíamos ter um projeto budista, quem sabe? Poderíamos ter shows com mantras, apenas.
*
E assim vamos segregando, dividindo, criando privilégios...
*
Em suma: ridículo o projeto! Estado Laico foi para o buraco...


Massa né? Interessante também a discussão que se criou depois, os comentários que vieram a seguir. Se estiverem interessados, o endereço é esse aqui, ó:

Um comentário:

c i n t i a disse...

muito conveniente.