13 de agosto de 2009

Duas luas no céu

Boato circula na internet desde 2003 e já está novamente nos emails
Acabo de receber um email me avisando que à meia note do dia 27 de agosto teremos um espetáculo fantástico no céu. O planeta Marte se aproximará da Terra de tal maneira que disputará com a Lua em tamanho e luminosidade. No texto, o ‘autor’ afirma que o planeta estará a cerca de 55,76 milhões de quilômetros da Terra.

Adoro astronomia, porém sou completamente cética com muita coisa que me chega por email. Não acredito em textos atribuídos a escritores famosos; fotos maravilhosas, que na maioria das vezes é montagem muito bem ou mal feita; principalmente correntes. Deleto tudo.

Mas essa de hoje me deixou especialmente desconfiada. É um negócio muito grande pra circular assim, livremente, e todo mundo acreditando. Fui dar uma pesquisada no Google e nem precisei procurar muito. Trata-se de um boato que circula por email desde 2003!

Uma matéria da Folha On Line de agosto do ano passado é um dos desmentidos que encontrei. Nessa matéria, Roberto Boczko, professor doutor de astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP diz que a mais recente grande aproximação entre os dois planetas ocorreu no dia 24 de dezembro de 2007 - 88 milhões de quilômetros. E a próxima está marcada para 27 de janeiro de 2010, quando a distância será de cerca de 100 milhões de quilômetros.

Em agosto de 2003, segundo Boczko, a distância entre Marte e Terra chegou, sim, a 55,7 milhões de quilômetros, oferecendo uma oportunidade única de observação. Foi a maior aproximação em praticamente 60 mil anos, um recorde que vai se manter até 28 de agosto de 2287. Na avaliação do professor, o fenômeno "não tem grande importância do ponto de vista da astronomia, já que todo ano Marte se aproxima bastante. Em 2003, foi mais do que de costume. Mas é algo corriqueiro".


Boczko ainda explicou à reportagem da Folha que mesmo com essas distâncias é impossível que os habitantes vejam duas Luas, quando o Planeta Vermelho se aproxima da Terra. "Marte nunca chega a ter um brilho que rivalize com a Lua, pois tem um brilho menor que a maior parte das estrelas no céu. Quando há grandes aproximações, essa luminosidade é equivalente, no máximo, à de grandes estrelas".
.

4 comentários:

Blog da Água disse...

Eu não duvido que vc receba um comentário de alguém dizendo que ouviu "dizer que é verdade, sim!".

Gostaria de ter tempo pra entender como os hoaxes exercem tantos fascínios nas pessoas.

Meu guia de desmentidos é o: wwww.quatrocantos.com/lendas

Beijos,

@raquelalmeida

Cintia disse...

acho que tem um certo alguém aí, mais precisamente chamado de caio, que vai acompanhar tudo de beeem perto! rsrsrrs!
sei que verei belas imagens.

beijooooo

Cintia disse...

pena que será sóóó em 2010, ne? - o verdadeiro, rsrsrsrs!
até lá a gente espera.
e enquanto isso novos boatos vão aparecer, pode ter certeza ; )

Gil Rosza disse...

hahahahaha... vc ainda vai receber o e-mail do "raio cósmico" que vai passar dia tal, respingando bons fluidos sobre a terra. no que eu recebi mandava correr no horário e abraçar uma árvore. só que aquilo que o marcelo gleiser chama de "raio cósmico" no History Channel é conhecido por "explosão de raio gama" e pela definição... hummm seria um péssimo negócio esperar por ele. bejao gio.