14 de outubro de 2008

QUE ESCOLA É ESSA?!

Pais criticam demissão de professor-poeta no RioDENISE MENCHEN - Folha de S.Paulo, no Rio

Um grupo de pais de alunos da Escola Parque foram à direção de instituição cobrar explicações sobre a demissão do professor de literatura Oswaldo Martins Teixeira, 47. Segundo divulgou a Folha (íntegra disponível apenas para assinantes do jornal e do UOL), Teixeira foi dispensado porque escrevia poemas eróticos em seu blog. 'Matriculei meu filho aqui porque é uma escola moderna e progressista. Vai demitir o cara porque é poeta?', diz Luiz Inglês, pai de um aluno do oitavo ano, que enviou e-mail de protesto à instituição. Ele criticou o fato de a decisão ter sido tomada por pressão de um grupo de pais. 'Por que não chamaram todos para conversar? Esses pais são mais importantes?'

O artista plástico Francisco Fortunato também se disse revoltado. 'Foi ridículo pedirem o afastamento de um professor como se ele fosse um pedófilo ou um tarado.' Ele diz que está até pensando em tirar o filho da escola. 'A escola se intitula democrática e de vanguarda, e o que se vê é essa fraude: os alunos com medo de falar sobre o assunto, com receio de serem punidos. A Escola Parque virou um coleginho.'

Na segunda-feira, um dia após a publicação de reportagem da Folha, a escola enviou um coordenador às turmas onde Teixeira lecionava para explicar as circunstâncias da saída do professor. Um aluno de Teixeira, de 14 anos, que cursa o oitavo ano, conta que os poemas foram parar em sala de aula depois de o professor comentar que tinha um blog. Segundo ele, os poemas foram impressos e 'passaram de mão em mão'.

Procurada pela Folha, a direção voltou a dizer que não comentaria o caso. Já o professor diz desconhecer qualquer outro motivo para a demissão. Segundo ele, o argumento apresentado foi 'incompatibilidade' entre as atividades de poeta e professor.
.

Um comentário:

elaine bertone disse...

Essa escola nada mais é que um reflexo menor da nossa hipócrita sociedade. Ponto final.